sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Linhas para a Reunião...

Boas.

Pessoal, o que nós gostávamos de fazer na reunião era mais do género, as pessoas que têm propostas diferentes, escrevem num papel a proposta, tudo explicado e com as alíneas definidas.

Na reunião debateremos primeiro de tudo, se se avança ou não com uma proposta de alteração do método de entrada nos mestrados.

Depois, é vermos de entre as propostas, qual então será a escolhida para avançarmos com uma exposição sobre ela.

Agradeço que, visto que é uma reunião de turma, que vá a turma toda pois é algo que interessa a todos directamente. Quem não for não poderá exercer o seu voto de opinião.

Qualquer dúvida, basta que enviem um email para um de nós delegados e nós esclarecemos.

Antes do exame de Psicopatologia nós iremos avisar da existência da reunião para os mais distraídos e para quem não tem acesso à internet.

Cumprimentos a todos, bons estudos!

6 comentários:

Rita P. disse...

Tiago, não sei o que queres dizer com "votos de opinião" portanto achei que tinha de perguntar. Compreendo que só quem esteja na reunião possa debater mas os votos numa alteração desta importância não podem de forma alguma ser restringidos a quem estiver na reunião, certo? Afinal de contas, temos que ver que há muita gente que trabalha, que vive fora de Lisboa e para quem não é fácil deslocar-se de propósito para estar às 10h da manhã na faculdade e mesmo quem não seja de Lisboa e vá para casa quando os exames acabam. Não estou a tentar desculpar quem não for porque todos devem ir, mas estas questões devem ser tidas em conta. Além disso, deve-se arranjar maneira de quem está de momento a fazer Erasmus ou vai partir logo no final dos exames da 1ª fase também vote, já que também serão afectados. Percebo perfeitamente a necessidade de toda a gente aparecer na reunião, volto a dizer, afinal de contas é muito frustrante para vocês trabalharem e depois verem que as pessoas nem se dão ao trabalho de participar. Simplesmente acho que isto tem de ser bem ponderado e os votos devem ser anónimos, portanto sugiro desde já que as folhas fiquem na AE ou no GAPE e que as pessoas tenham um período de tempo em que podem pensar e ir lá de forma anónima votar.
Para dizer a verdade, a questão da maioria também me fez alguma confusão, creio que qualquer decisão deve ter por trás uma maioria significativa e não de 51%, mas de qualquer maneira no mínimo tem de se ter em conta que não pode haver uma maioria de abstenções, senão todo o processo está invalidado, né?
Finalmente, gostava mesmo muito de ver respondidas umas questões que já foram feitas no chat. Foram convidados alguns professores para a reunião? Será que pelo menos os chefes dos núcleos com menos vagas não terão uma palavra a dizer sobre este processo? E os alunos do 1º e 2ª ano, foram notificados e convidados a participar? Creio que é bom termos a opinião de todos, já que isto não nos afecta só a nós, é só isso. Obrigado.

P.S.: Como costuma haver umas confusões neste sentido, gostava de deixar bem explícito que estou aqui a tentar tratar da questão dos mestrados e não das pessoas do delegado e subdelegado. Julgo que nem devia ser preciso dizer isto, mas pronto. Acho mesmo muito de valorizar que vocês tentem fazer algo que julgam ser benéfico para a turma, mas isso não implica que não haja reservas ou divergências de opiniões. Num assunto desta importância era difícil toda a gente concordar à primeira, conforme qualquer pessoa percebe. Espero que toda a gente apareça na reunião e se chegue a acordo, para não serem sempre os mesmos a falar ;)

Abraço e boa sorte para amanhã!

Tiago Fonseca disse...

Fizeste bem em perguntar Rita :)

Quando fomos falar com os órgãos competentes na matéria sobre uma possivel alteração, estes disseram que já tinham pensado nisso. Posto isso, e visto que estes se mostraram abertos a aceitar uma proposta, o que nós nos lembra-mos foi de, em vez de entregar-mos um papel assinado por nós (grupo inicial com a proposta), víamos com a turma uma possibilidade de mudança.

Ou seja, mudar a sério, visto que temos oportunidade de nos darem atenção nesse sentido! Claro que não serão os 51% que fazem uma proposta ir para frente e claro que também estamos a contar com as pessoas que não possam ir. O que tento dizer é que a reunião servirá para todos debatermos o que será melhor para nós, visto termos esta abertura para mudar. Vemos se é ou não preferível mudar e em que circunstâncias é isso possível e adequado para todos.

A nossa proposta inicial passa a ser 1 apresentada na reunião como possível. A razão por só ser esta falada é apenas pois foi a inicial e foi uma proposta que os tais orgãos competentes já nos tinham dito que davam um parecer positivo. Dai ser a nossa apresentação.

Parti para a reunião porque, e para meu agrado, houve mais gente interessada no tema e com novas propostas. A reunião serve então para as propostas serem vistas, quem sabe criadas ali com junção de 2 ou mais ou ideias que surjam ali na hora.

Tal como disse, claro que é fundamental a opinião de todos, e quem der a sua opinião será tomado em conta, mas têm de compreender que quem não estiver não consegue dar opinião e será complicado que participe. pelo menos no debate.

São estas as razões pelas quais achámos que não seria necessário a presença de outras pessoas não alunos. Pela simples razão de que seremos nós a criar a proposta final (caso seja esse o desejo da turma) e a escrever as suas linhas básicas. As linhas de orientação para a proposta vão sendo ditas aqui e ali e não só por mim. Já outros falaram com o professor Frederico e ele também deu respostas.

Acho que podemos retirar algo de produtivo da reunião. basta para isso trabalharmos em conjunto e para o mesmo fim! :D

Qualquer coisa digam, cumprimentos a todos e bons estudos, boa sorte :)

PS: Peço desculpa às pessoas que são afectadas pela hora da reunião, mas a intenção do dia e hora foi o despachar o mais cedo e breve no dia possível.

Rita P. disse...

E quanto aos alunos de outros anos?

Tiago Fonseca disse...

Os alunos dos outros anos serão devidamente avisados da nossa decisão após a reunião. Eles também são implicados. A única questão para não estarem na reunião é devido a não serem tao directamente implicados quanto nós e por ser basicamente impossível reunir os três anos.

Se irá ser difícil com 1 ano, quanto mais os 3.

Mas sim, eles terão acesso a toda a informação e conclusão que se tire da nossa reunião.

Rita P. disse...

Mas então já não terão qualquer papel na tomada de decisão. Não achas que deviam?
(E desculpa mas vou para a cama, já acabei os powerpoints...) :p

Tiago Fonseca disse...

lol força.

Eu ando a estudar mas de vez em quando venho aqui ver se o professor dá as notas do 2º modulo :D

Respondendo: É verdade, não terão uma resposta "contra" a dar visto que já tomámos a nossa decisão.

A questão dos outros anos é não serem tão rapidamente afectados pela eventual alteração. Concordo que seja injusto e aborrecido. Sem dúvida. Mas a hipótese de juntar tudo não existe pois as disponibilidades seriam complicadas (tal como disse, se num ano são, quanto mais três) e a discórdia seria maior (mais uma vez, se num é, quanto mais em três). Eles serão avisados e quando a exposição for entregue, irá também com assinaturas deles (Tenciono. Até lá logo vemos) a favor ou contra.

Cumprimentos então e também vou dormir :d boa sorte a todos